“A caminho de Estrela Mundial”
“… Na verdade, ela está a caminho de ser uma estrela mundial….
A facilidade com que ela fez intervalos difíceis e ultrapassou obstáculos de intonação teve grande classe. Não menos importante, o seu ritmo de segurança deu grande qualidade à actuação.”
- Echo online, Rüsselsheim, 15 de Março de 2011 | gm

“Na voz da conceituada cantora de jazz Jacinta, reside veludo e seda, yin e yang, mel e sal.”
” A cantora de jazz portuguesa em conjunto com os quatro jazzistas do sudoeste alemão, fazem-se mover suavemente através de um exímio e emocionante controlo, produzindo assim um poderoso CD de jazz.
Oferecem ao amante de jazz experiências auditivas agradáveis, uma a seguir à outra.”
- Thomas Staiber, Crítico de Jazz (Alemanha)

“O que mais me impressiona na nossa arte – a música, é a assinatura. Muitos tentam, poucos conseguem, a Jacinta conseguiu. Com certeza poderei ouvi-la cantar daqui a alguns anos e direi sem dúvida: “é a Jacinta”, pela sua forma única de interpretar.”
- Gilson Peranzzetta, pianista / compositor (Brasil)

“Jacinta tem uma voz plena de emoção e riqueza harmónica. Ela interpreta as canções deste disco com um grande coração e sem quaisquer limitações.”

-Peter Eldridge, cantor / compositor (Estados Unidos)

“Ela é impressionante e imponente – não é ‘embalada’ nem ‘empacotada’. Ela vai fazer muito barulho. “

- Greg Osby, Saxofonista, Compositor e Produtor

“A Jacinta apresenta uma voz e um estilo muito próprios em “Songs of Freedom”. Ela conseguiu imprimir um estilo pessoal e muito original a um conjunto diversificado de clássicos do pop e do jazz”
Bruce Lundvall, Presidente do Grupo Blue Note

Premio Musico Revelação 2001
por Cinco Minutos de Jazz—RDP1

“…a revelar Jacinta como uma das grandes vocalistas do momento.”
Rodrigo Affreixo, Blitz

“Uma presença em palco cheia de confiança e à vontade, … voz
forte e extremamente bem dominada…scat, digno de uma cantora cheia
de maturidade, de um nível que nunca apareceu neste país.”
António Rubio, Correio da Manhã

“… evidenciando um poder e extensão de voz consideráveis e explorando e
administrando com hábil inteligência os vários registos do seu polivalente instrumento vocal,
Jacinta provou que se vai aproximando de uma maturidade algo surpreendente, …”
Manuel Jorge Veloso, Diário de Notícias

Um dos melhores concertos de 2002
- Jacinta no Hot Club de Portugal, por JazzPortugal.net

“uma voz cheia de emoção e garra valorizada pelo estilo natural com que se apresenta.”
José Salvador, Fim de Semana—DN Madeira

“Sabe o que canta e como cantar, …com repertorio variado,
sempre com sucesso, …uma voz grave e com swing.”
JazzPortugal.net

“CANTAR MONK COM ABSOLUTA FACILIDADE, COISA QUE MUITAS CANTORAS
CONSAGRADAS EVITAM”
ANTONIO RUBIO, CORREIO DA MANHA

“Segura, respirando confianca, …uma voz afinada e um sorriso que apaixona a primeira vista.”
Jose Salvador, Revista, Diario—DN Madeira

“Jacinta canta do fundo da sua alma com uma alegria absolutamente contagiante… tratando com respeito todas as canções que interpreta.”
Peter Eldridge, The New York Voices

“A forma como interpreta standards,…, dão-lhe um estilo pessoal, mesmo inconfundível.”
António Rubio, Correio da Manha

“A voz e’ cheia, quente, grave, mas atinge com a mesma facilidade os agudos.”
Katya Delimbeuf, Vidas-Expresso

“Cambiantes de timbre e musicalidade interpretativa dignos de nota.”
Manuel Jorge Veloso, Diário de Noticias